PUBLICIDADE
Actualidade

Parlamento rejeita propostas de alteração do BE e do PCP ao diploma dos técnicos de diagnóstico

19 | 07 | 2019   17.44H

O parlamento rejeitou hoje as propostas de alteração do BE e do PCP ao diploma que estabelece o regime remuneratório da carreira especial dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica.

As propostas de alteração dos dois partidos ao decreto-lei que "estabelece o regime remuneratório aplicável à carreira especial de técnico superior das áreas de diagnóstico e terapêutica, bem como as regras de transição dos trabalhadores para esta carreira" foram "chumbadas" com os votos contra do PS, abstenção do PSD e do CDS-PP.

Na última sessão plenária desta legislatura, o BE e o PCP apresentaram requerimentos de avocação para que as propostas fossem aprovadas para melhorar a carreira destes profissionais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • cada medida proposta deveria obrigar num horizonte de 20 anos o respetivo custo fundamentado.Atendendo aos existentes progressao carreira qual o custo para os contribuintes e peso no PIB.Todas as carreiras e profissionais públicos e privados fazem greves por mais salários sem fazer contas ao erário publico,empresas e ao País.As revindicações são justíssimas mas possui governo/empresas possibilidade real de pagar?País está na cauda da europa e uma divida global BRUTAL na ordem dos biliões ou mesmo triliões se não for mais apesar da elevada carga fiscal.O País não investe nem atrai investimentos que permitam melhoria salarial e nível de vida.Após 45 anos d0 25 abril continuamos pobres ,vigiados,e sem capacidade de dar salto qualitativo.Aguardemos mas o futuro parece negro como a morte
    Gale | 20.07.2019 | 12.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE