PUBLICIDADE
Actualidade

Ex-ministro brasileiro diz que bancos pagaram 11,9 milhões de euros em subornos ao PT

19 | 07 | 2019   18.37H

Um ex-ministro dos governos brasileiros liderados por Lula da Silva e Dilma Rousseff afirmou hoje que alguns dos maiores bancos do país pagaram subornos ao Partido dos Trabalhadores (PT) em troca de favores.

Segundo uma reportagem publicada hoje pelo jornal O Globo, que cita informações até agora sob sigilo, o ex-ministro Antonio Palloci terá dito, num depoimento à justiça, que o Bradesco, Banco do Brasil, BTG Pactual, Itaú, Safra, e Unibanco terão revertido 50 milhões de reais (11,9 milhões de euros) ao PT em troca de obter vantagens como informações privilegiadas e apoio a projetos de interesse do sistema financeiro e empréstimos para empresas das quais eram acionistas.

O antigo governante fez um acordo de colaboração premiada (comprometendo-se a confessar crimes em troca da redução da sua pena) com a Polícia Federal no ano passado, após as negociações dos seus advogados com o Ministério Público Federal (MPF) falharem.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O sr.Palocci esqueceu de dizer que em troca de sua liberdade, passou para o atual ministro Paulo Guedes os três hospitais de sua família em Ribeirão Preto S.P. e não devolveu os milhões de dólares que estão nas ilhas da Micronésia
    Júlio | 19.07.2019 | 19.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE