PUBLICIDADE
Actualidade

No fim da Guerra Fria desperdiçou-se possibilidade de nova ordem internacional -- Amin Maalouf (REPETIÇÃO)

20 | 07 | 2019   09.00H

O escritor e ensaísta Amin Maalouf deteta no mundo atual a coexistência de aspetos fascinantes e fenómenos muito preocupantes, após ter sido perdida a "oportunidade única" para o surgimento de uma nova ordem internacional.

Na sexta-feira, o escritor de dupla nacionalidade libanesa e francesa, 70 anos, recebeu o Prémio Calouste Gulbenkian 2019 por um júri presidido por Jorge Sampaio e também justificado pela sua "promoção ativa da fluidez cultural".

Em entrevista à Lusa referiu-se a um "mundo fascinante" com "avanços extraordinários" na tecnologia, na comunicação, na medicina, e que não pode ser comparado a qualquer outra época.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Culpa dos traidores "comunistas" tipo Gorbachev e Ieltsin.
    Dono dos Burros | 20.07.2019 | 14.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE