PUBLICIDADE
Actualidade

Manifestantes ignoram ordens e levam protesto até parlamento e sede da polícia de Hong Kong

21 | 07 | 2019   12.09H

Centenas de manifestantes que protestam em Hong Kong contra as emendas à lei da extradição posicionaram-se junto ao quartel general da polícia e parlamento, ignorando ordens das forças de segurança, segundo os 'media' locais.

Os organizadores do protesto, que junta dezenas de milhares de pessoas, "permanece no fim do percurso que foi definido por razões de segurança, e apenas um pequeno grupo com menos de 30 pessoas, como permite a lei, se deslocou até ao tribunal de última instância, em Central", disse à Lusa a porta-voz do movimento que promove a manifestação, Bonnie Leung.

Os restantes manifestantes simplesmente prosseguiram a marcha e ocuparam locais que foram já palco de violentos confrontos com a polícia desde meados de junho, acabando por cortar várias ruas no centro da cidade, numa repetição de protestos anteriores.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • A rapaziada do Soros sabe que aqui em Hong-Kong não é Paris, que se podem manifestar à vontade. Mas eu espero que o Camarada Xi faça como o Macron. Malho no lombo destes agitadores sionistas.
    Dono dos Burros | 21.07.2019 | 13.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE