PUBLICIDADE
Actualidade

Polícia alerta que Cabo Verde surge como "local de armazenamento" nas rotas da droga

23 | 07 | 2019   12.00H

A diretora nacional adjunta da Polícia Judiciária (PJ) de Cabo Verde, Jacqueline Semedo, defendeu a necessidade da cooperação internacional no combate ao tráfico de droga, admitindo que o país está a surgir como "local de armazenamento".

A posição foi assumida pela responsável na cidade da Praia, na segunda-feira, na abertura do curso avançado sobre investigação de drogas, destinado a investigadores seniores da Polícia Judiciária, Magistrados Judiciais e Magistrados do Ministério Público, em conjunto com o Escritório das Nações Unidas Contra a Droga e o Crime (ONUDC) em Cabo Verde, que decorre até sexta-feira.

"A Polícia Judiciária contou sempre com o apoio internacional no que concerne ao combate do tráfico de estupefacientes, tendo em conta que, dada a nossa situação geoestratégia entre a América Latina e a Europa, estamos na dita rota da cocaína, servindo como país de abastecimento de embarcações com destino à Europa ou a América Latina e figurando como local de armazenamento de drogas com o mesmo destino", afirmou a responsável da PJ.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE