PUBLICIDADE
Actualidade

Escritor curdo detido em centro de imigrantes vence prémio literário na Austrália

12 | 08 | 2019   17.24H

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, detido há seis anos num centro de imigrantes, foi distinguido com o National Biography, um dos prémios literários mais importantes da Austrália, anunciou hoje a organização.

Boochani, que se encontra em instalações definidas para imigrantes na ilha de Manus - ao norte de Papua Nova Guiné -, escreveu, através de mensagens da rede social whatsapp, o livro "No Friend But the Mountains: Writing from Manus Prison" ("Sem amigos, apenas as montanhas: Escrevendo a partir da prisão de Manus", em tradução livre).

A obra, que retrata a experiência do jornalista e ativista defensor dos direitos humanos no centro para imigrantes que a Austrália tem em Manus - onde aguarda ser recebido por outro país - é descrito pelo júri como um testemunho da resistência.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE