PUBLICIDADE
Actualidade

Protesto no aeroporto de Hong Kong, da caça a polícias chineses infiltrados às fotos de Carrie Lam nos urinóis

13 | 08 | 2019   18.58H

O protesto de hoje no aeroporto de Hong Kong ficou marcado por momentos de tensão e descompressão entre os manifestantes, ilustrados na 'caça' a supostos polícias chineses infiltrados e nas fotografias da chefe do Governo colocadas nos urinóis.

Entre as rondas de recolha do lixo que se acumulava no terminal 1 do aeroporto, as explicações aos passageiros - sobre a motivação dos protestos -, e a distribuição de comida e bebida, os jovens manifestantes protagonizaram alguns momentos de tensão.

Em duas ocasiões, uma à tarde e outra ao início da noite (hora local), centenas de jovens que participaram no protesto rodearam dois homens, acusando-os de serem polícias do interior da China infiltrados entre os manifestantes, que os manietaram e agrediram, obrigando um deles a receber tratamento hospitalar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE