PUBLICIDADE
Actualidade

Brasil autoriza extradição de um dos autores de massacre de 1977 em Madrid

14 | 08 | 2019   02.42H

A extradição do espanhol Carlos García Juliá, condenado por participar no massacre de advogados de esquerda cometido em Madrid, em 1977, foi autorizada na terça-feira pelo Supremo Tribunal do Brasil.

As autoridades brasileiras atenderam assim ao pedido do Governo espanhol sobre a extradição do ex-militante do partido de extrema-direita Força Nova, um dos autores do massacre em que três advogados trabalhistas, um estudante de direito e um funcionário administrativo foram assassinados a tiro.

García Juliá, que cumpriu 14 dos 193 anos de prisão a que foi condenado em 1980, encontrava-se foragido e foi preso em dezembro de 2018 no estado brasileiro de São Paulo, onde vivia sob uma falsa identidade venezuelana.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE