PUBLICIDADE
Actualidade

Nove anos de prisão efetiva para mulher acusada de burlar cidadãos franceses

14 | 08 | 2019   19.42H

As quatro pessoas acusadas de sequestro e burla a cidadãos franceses foram hoje condenadas no Tribunal de Viseu a penas de prisão efetivas entre os nove e os quatro anos e a uma multa de 1.500 euros.

A arguida Fernanda Costa, de 44 anos, foi condenada em cúmulo jurídico a nove anos de prisão efetiva, o arguido Rúben Costa, seu filho, de 23 anos, a quatro anos e seis meses de prisão efetiva, tal como Jean Claude Etcheberry, o amigo francês de 64 anos.

Para o marido da arguida, François Lopes, de 49 anos, que se encontrava sob termo de identidade e residência, o Tribunal de Viseu decretou uma pena de multa de 150 dias a 10 euros a diária, ou seja, 1.500 euros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Que se juntasse ao Pinóquio e não seria julgada.
    Cabrão | 14.08.2019 | 21.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE