PUBLICIDADE
Actualidade

"O Presidente sem cérebro já chegou" ao Brasil, diz escritor Ignácio de Loyola Brandão

17 | 08 | 2019   11.18H

O escritor brasileiro Ignácio de Loyola Brandão afirma que o seu país vive uma espécie de distopia semelhante à narrada no seu mais recente livro, "Desta Terra Nada Vai Sobrar, a Não Ser o Vento Que Sopra Sobre Ela".

"O Brasil não vive uma distopia na proporção [do livro "Desta Terra Nada Vai Sobrar..."], mas já vive. Já vive no sentido, inclusive, de que está aí [no poder] um regime, que não está nomeado, mas é um fascismo", disse à agência Lusa o histórico escritor brasileiro, autor de "Zero", obra censurada durante a ditadura militar (1964-1985).

"Num determinado momento [do novo livro], eu digo: 'finalmente foi eleito o primeiro presidente sem cérebro no país' (...). Eu estava adivinhando. O Presidente sem cérebro já chegou. Sem cérebro, sem sentimentos, sem nada", acrescentou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Quanto ao fascismo de trazer por casa, não o verdadeiro, de classe, não estamos muito longe do Brasil.
    Dono dos Burros | 17.08.2019 | 11.47Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE