PUBLICIDADE
Actualidade

Escritora nigeriana discute família e poder da beleza em livro candidato ao prémio Booker

19 | 08 | 2019   10.18H

A escritora nigeriana Oyinkan Braithwaite, semifinalista do prémio literário Booker, com o romance "Minha Irmã, a Serial Killer", disse à Lusa que seu livro retrata relações familiares e o poder social da imagem, embora o título sugira um 'policial'.

"A parte mais importante da história são as duas mulheres, a relação entre as duas irmãs, como elas estão inseridas na sociedade e como a sociedade se relaciona com elas", disse Oyinkan Braithwaite, em entrevista exclusiva à Lusa, durante a Festa Literária do Pelourinho (Flipelô), realizada em Salvador, no Brasil.

"Uma coisa importante para mim, quando estava escrevendo esta história, era pensar sobre a aparência física e como ela afeta a maneira como as pessoas se relacionam e interagem. Como isto muda o que você é e como isto dá forma ao que você é", acrescentou Oyinkan Braithwaite.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE