PUBLICIDADE
Actualidade

Portal assinala 40 anos do SNS para recordar "pilar da democracia"

19 | 08 | 2019   10.35H

O Ministério da Saúde lançou um portal para assinalar os 40 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que tornou o acesso a cuidados de saúde "geral, universal e gratuito".

O portal recorda a criação do SNS, a 15 de setembro de 1979, destacando a "grande reforma, realizada por António Arnaut," sendo que a "audácia dos seus criadores" trouxe "uma das mais importantes conquistas do regime democrático e um importante pilar da sua legitimação".

Cerca de duas dezenas de ministros ao longo dos 40 anos do SNS são recordados no novo portal.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Foi uma decisão politica sem ter sido firmada sustentabilidade económica donde emergiu um SNS manco e sem tecnologia de ponta e acessibilidade que estão patentes nas listas de espera em consultas e cirurgias morrendo doentes antes d haver a cirurgia ou tratamento adequado.Os tratamentos de ponta na generalidade não existem e os mais corriqueiros como a hepatite C foram instituídos após pressão mediatica.O SNS assenta num ideário de Setembro de 1979 e sejamos realistas até a constituição já foi alterada.Bem intencionada não está á altura das necessidades em recursos humanos e equipamentos.A complementação convencionada será a solução pois o ESTADO gere mal os recursos e nao renova atempadamente equipamentos.A competição nos cuidados possíveis é salutar.AOs recursos humanos responsáveis pelos tratamentos cada vez mais são exidas tarefas burocráticas que retiram tempo para tratamentos .As administrações são em geral nomeadas pelos governos e são capatazes que transmitem e implementam medidas restritivas do ministério da SAUDE e misturam competências com politica.Enfim um SNS com gestão politizada e infiltrada por bufos dos filiados q geram recursos altamente especializados perante os quais não têm por vezes currículo para exercer ditos cargos ou a suficiente.
    Galénio | 19.08.2019 | 11.00Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE