PUBLICIDADE
Actualidade

Gémeas que viviam em garagem na Amadora estavam sinalizadas há seis anos - CPCJ

20 | 08 | 2019   17.26H

As gémeas de 10 anos que viviam numa garagem no concelho da Amadora estavam sinalizadas há seis anos pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) e a sua situação conhecida pelo Ministério Público desde 2016.

Esta informação consta numa resposta escrita enviada hoje à agência Lusa pela CPCJ da Amadora, na sequência da detenção dos pais, pela PSP, suspeitos de manter as filhas presas na garagem, expostas a violência física e psicológica, e privadas de frequentar a escola.

"Em 2013, rececionou esta CPCJ uma sinalização relativa às duas crianças por exposição a situação de violência doméstica, tendo a mãe e as crianças sido alvo de medida preventiva, com o afastamento das mesmas da situação de perigo e o consequente arquivamento do processo de promoção e proteção", explica a nota.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • E... onde viviam ou vivem os pais? Dá ideia que os pais vivem numa mansão, num solar, num apartamento de luxo e tinham as gémeas na estrebaria. Li esta notícia noutros jornais mas nenhum indica onde vivem os pais; logo, as crianças viviam presas e sós na garagem? A CPCJ rececionou uma sinalização em 2013 e a medida preventiva foi "prendê-las"na garagem? Desde 2013 até à presente data? Ou seja: não resolveram nem contribuiriam para melhorar a vida das crianças e com conhecimento que as mesmas não frequentavam a escola! E... os maus da fita... são os pais? E, o burro, sou eu?
    anónimo | 20.08.2019 | 21.07Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE