PUBLICIDADE
Actualidade

Sociedade civil acusa Banco de Moçambique de exclusão no debate sobre fundo soberano

21 | 08 | 2019   13.06H

Seis organizações da sociedade civil moçambicanas acusam o Banco de Moçambique (BM) de exclusão nos debates sobre a criação de um fundo soberano, considerando que a participação pode assegurar o cumprimento de "boas práticas" na gestão da referida verba.

As organizações manifestaram o seu descontentamento, numa carta aberta divulgada hoje na comunicação social moçambicana.

Os subscritores da carta acusam o governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, de ignorar pedidos para a participação da sociedade civil nos debates sobre a criação de um fundo soberano.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE