PUBLICIDADE
Actualidade

MP tentou localizar as gémeas da Amadora recorrendo à PSP e à Segurança Social

22 | 08 | 2019   13.20H

O Ministério Público tentou, em 2017, localizar os pais e as duas crianças gémeas que viviam em condições deploráveis numa garagem na Amadora, tendo recorrido à PSP, Segurança Social e à Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEST).

Numa resposta enviada à agência Lusa pela Procuradoria Geral da República é referido que, em março de 2017, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), remeteu para o Ministério Público os processos de promoção e proteção que tinha instaurado a favor das duas crianças "por não ter conseguido obter consentimento legitimador da sua intervenção face ao desconhecimento do paradeiro dos pais" desde 2016.

De seguida foram realizadas diligências para localizar os pais e as duas crianças, com recurso à PSP, Segurança Social e Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, mas sem sucesso.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE