PUBLICIDADE
Actualidade

Pais defendem despacho sobre identidade de género nas escolas

22 | 08 | 2019   13.46H

Os pais e encarregados de educação concordam com o despacho sobre identidade de género, defendendo que permite às escolas dar respostas adequadas a uma realidade existente e garante que os alunos se sentem bem acolhidos.

"Penso que existe um alarmismo por desconhecimento do diploma", afirmou o presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), Jorge Ascensão, lembrando que já há escolas que aplicam as medidas estabelecidas no diploma quando surgem situações relacionadas com a identidade de género de algum aluno.

O despacho sobre a aplicação da lei da identidade do género nas escolas foi publicado na passada sexta-feira em Diário da República mas já antes estava envolto em polémica, tendo sido lançada uma petição online pela suspensão do diploma que hoje já tinha mais de 21 mil assinaturas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

12 comentários

  • Esta lei faz lembrar a polémica na holanda em que as mulheres misandristas queriam que parlamento obrigasse os homens a urinar baixando as calção como elas.E mais se verá ,Aguardo próxima guerra mundial para resolver estas idiotices.
    Guerra | 29.08.2019 | 10.40Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Pais ignorantes nao conhecendo os argumentos da ciência cruzada com meio ambiente vao na onda politica de SATANAZ q aliaz está á PORTA segudo o COSTA.Quando entar q aproveite e leve estes iluminados pró inferno
    Einstein | 28.08.2019 | 08.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • No meio de tudo isto não esqueçam as PRAXES ignobis e que oPS,PSD,BE são pró EUTANASIA e estão caladinhos com comunicação social sem levantar a questão.Vota PS e BE etc e vais direto ao MATADOURO.Há 3miljoes de eleitores com mais de 60 anos .Queres ser gaseado como no tempo dos saudoso HITLER etc.?
    Homicidio | 27.08.2019 | 08.47Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Estes pais devem ser BE, LGBT-in +
    Alvaro | 26.08.2019 | 20.59Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Até os miúdos da escola primária já pertencem ao lobby da paneleiragem.
    Ah, pois é! | 26.08.2019 | 14.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Tanta me..., para tantos pe.... Eu encontro sempre solução a tudo. Esse problema de gênero nas escolas, penso que um W.c. comme disent pés français une chiotte Turka e sairá!!! Florinda Maria Oliveira Correia.
    anónimo | 26.08.2019 | 14.11Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A ignorância ,o conhecimento cientifico é algo que não existe na cabeça e currículo dos deputados e governos senão estaríamos nos primeiros lugares da europa com economia fulgurante e não periclicante.Como não sabem nada de nada e vivem á custa dos outros vai-lhes o raciocínio para o chinelo.Com calma ainda teremos cá um LULA ou FIDEL CASTRO ou quiçá a legalização de casamentos de pais com filhos,legalização da pedofilia etc.A ignorância sem limites é responsável pela insanidade e pobreza total extrema
    PAL-POT | 26.08.2019 | 07.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Não nos podemos queixar. Portugal é isto. Um país de bananas, governados por sacanas. Até quando? Não sei, mas espero que seja mais depressa do que estou à esperar que seja. Votamos, os que votam, no meu caso não vale a pena fazê-lo. Não moro em Lisboa ou no Porto, por isso dar-me ao trabalho de ir lá nem vale a pena, porque sozinho não altero nada. Lisboa e Porto estão enxameados de panascas, fufas, e de mais uma centena de designações que não me vou dar ao trabalho de escrever. À pouco o PAN, queria acesso ao SNS para os seus animais. Não sei se ria ou se chore. Isto de haver maricas já na terna idade, não deve espantar. Tal como não me espantou esta manhã, a gaja que na bicha para pagar a fruta e que estava atrás de mim, dizia para a dona da frutaria: - não quero sacos de plásticos, quero de papel. Temos que proteger o planeta. O plástico é demais,... e a vendedora lá respondeu: - mas olha que os sacos de papel precisam de árvores. Nem me virei para ver a cara da gaja. Mas constatei que a campanha que anda no ar já chegou à 'favela', sinal de que a televisão e agora essa coisa em que se esfrega o dedo do meio está a cumprir com o que lhes é exigido. Com um desGoverno que obedece ao Clube de Bilderberg na pessoa do Salazar Costa e dos teus apoiantes do partido do PE (panascas de esquerda) e com meia dúzia de telenovelas bem esgalhadas, passadas duas semanas andam todos a perguntar ao espelho se também são panascas, fufas e por ai fora. Da mesma maneira que foram todos e todas a correr tatuar-se, ou que andam todos a debitar o mesmo batuque nos woofers dos carros, Pobre é isto, é macaco de imitação. Daí brasileiro dizer que, pobreza é vício. Uma coisa eu admiro. A capacidade dos professores resistirem a esta loucura que os cerca e apoiada pelo ME (deve ter outro nome pela certa) em Lisboa.
    Dono dos Burros | 25.08.2019 | 00.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • https://rce.casadasciencias.org/rceapp/art/2018/05 9/?fbclid=IwAR0DLDPMi2vvxaC5qZrXQjBfN-CvMWf3gofWyk rQaCT1T8CB3IxuxSMVu6w
    Luís Calafate | 24.08.2019 | 18.02Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A melhor forma de transmitir conhecimentos e de estimular o raciocínio nas pessoas é abordar uma questão genérica, mostrando-lhes porque é importante e continuará a sê-lo ao longo das suas vidas. Tomemos, por exemplo, o sexo nos seres humanos: por que não se limitam as pessoas a praticar a partenogénese, desenvolvendo embriões a partir de óvulos não fertilizados? Como evoluiu a sexualidade humana? Porque é que os seres humanos têm dois sexos? Porque é que as pessoas não são hermafroditas? Infelizmente, a compreensão da sexualidade tem sido perturbada pelo excesso de politização que atualmente a envolve. Se, por um lado, uma teoria do género que ignore a biologia é inaceitável, por outro lado, é impossível concordar com um determinismo biológico que tudo justifique.
    Luís Calafate | 24.08.2019 | 18.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Acho que o decreto deveria impor cessões de sexo explicto e ao vivo nas salas de aulas explicando como fazer todo o tipo de atividades sexuais ,educação ou é total ou não é educação.Este assunto já tem barbas e aparece novamente após 45 anos.Filmesm com sexo explicito e publico nas escolas já eram exibidos em cinemas na era comunista pós 25 de abril.Esta orientaçao escolar radical quando houver governos das ditas direitas vai ser toda desmontada.Os pais q querem ter filhos marxistas devem votar PS os outros por enquanto não têm escolha nem ator carismático.
    Padua | 22.08.2019 | 16.16Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu não fui ouvido e a educação básica é familiar.Governo estimula a agressividade que vai estar latente nas escolas ,Cada vez mais desfocados da realidade cultural Governo quer um comportamento em varias áreas imposto segundo as suas cartilhasdos BE,PCP e PS que é anti.cultural a nível nacional.O fundamentalismo exagerado criara´a jiad portugeusa.
    rito | 22.08.2019 | 15.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE