PUBLICIDADE
Motoristas

"O que tem de mudar são as ideias e pressupostos" do sindicato -- Antram

22 | 08 | 2019   20.09H

O porta-voz da Antram desvalorizou hoje a substituição de Pardal Henriques por São Bento como porta-voz do sindicato dos motoristas e defendeu que o que tem que ser alterado são "as ideias e pressupostos" da estrutura sindical.

"Penso que o que tem de mudar são as ideias e os pressupostos. Este rosto do sindicato, que penso que não mudou porque já era o presidente do sindicato e exercia a sua função com toda a propriedade, deve compreender que, à semelhança do que aconteceu com a Fectrans [Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações] e com o SIMM [Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias], [se] encetasse um diálogo, baixasse as armas e tirasse a espada sob a cabeça da Antram e negociasse" seria mais fácil alcançar um consenso, afirmou André Matias de Almeida, porta-voz da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram), que falava aos jornalistas, em Lisboa.

O presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Francisco São Bento, vai substituir Pardal Henriques como porta-voz e admitiu hoje poder retirar o pré-aviso de greve se houver consenso nas reuniões com a Antram.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O que tem que mudar é o regime. O que falta não é baixar as armas, é fazer a REVOLUÇÂO. Aí o "digno" representante do patronato, fará como o seu pai e avô, bazará daqui para fora. Depois do Paseo de la Castellana, pensará na contra-revolução a partir de trás-os-montes,que aquilo sempre foi gente dada ao servilismo e não é o século XXI que irá mudar as mentes.
    Dono dos Burros | 23.08.2019 | 00.20Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE