PUBLICIDADE
Actualidade

Finanças "travam" novas ambulâncias do INEM

23 | 08 | 2019   07.01H

O INEM previa comprar este ano 75 novas ambulâncias para equipar os postos de emergência médica, mas o Ministério das Finanças não autorizou o uso do dinheiro necessário, apesar de a verba ser do próprio instituto.

Segundo documentos a que a agência Lusa teve acesso e de acordo com a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), em causa estão 75 novas viaturas para a renovação da frota de ambulâncias afetas aos corpos de bombeiros e a delegações da Cruz Vermelha, que compõem os postos de emergência médica.

Para a renovação das viaturas, o INEM tinha apresentado em 2017 à tutela um plano plurianual - entre 2018 e 2021, tendo invocado a "absoluta necessidade de renovação" das ambulâncias, devido à idade elevada das viaturas, muitas delas com mais de 12 anos, e a indisponibilidade em que ficam por motivos de avaria mecânica.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

3 comentários

  • economia mantem-se equilibrada graça ao emprendorismo possível num país inimigo de qem lhe paga os salários.Agridem os empresários e vivem á sua custa.Cada vez mais os quE podem internacionalizam empresas e mudam por vezes sedes ,mas é o que temos num País que continua com estes cérebros na cauda da europa.A oposição ao garantir as exigências de bruxelas é conivente deste regime.Costa governa para determinados setores com BE E PCP quando é preciso cumprir BRUXELAS pede apoio do PSD e CDS,logo direita tb responsável pela existência dete governo são apoiantes passivos não cumprido o voto que receberam nas ultimas eleições.
    Piloto | 23.08.2019 | 11.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • AS FINANÇAS TRAVAM MAS NÃO TRAVAM OS GASTOS COM OS 18 PAÍSES QUE ESTÃO INSTALADOS NESTA TERRA VERGONHA NUNCA CONTRIBUÍRAM PARA NADA
    O povinho | 23.08.2019 | 10.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O País já nem fio dental tem e para cumprir metas tem que limitar gastos.Quais os danos para o eleitor e famílias quando não são socorridos a tempo e horas por falta de meios.Sequelas,mortes ou se tiver sorte nada.
    Pinguim | 23.08.2019 | 09.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE