PUBLICIDADE
Actualidade

Macau quer reforçar aposta no regresso de 'talentos' para competir com regiões vizinhas

02 | 09 | 2019   06.54H

Macau quer reforçar as políticas para garantir o regresso de quadros qualificados para competir com os incentivos de regiões vizinhas, como é o caso da zona económica especial de Qianhai, na cidade chinesa de Shenzhen.

Os membros do Grupo Especializado do Incentivo ao Regresso de Talentos a Macau defenderam que as futuras políticas "deverão ser elaboradas (...), tendo como referência (...) os recursos investidos pelas regiões vizinhas na procura, com competitividade, de quadros qualificados, com vista a torná-las mais atrativas", pode ler-se num comunicado das autoridades hoje divulgado.

Recorde-se que, a título de exemplo, a imprensa chinesa avançou no final de agostos que a zona económica especial de Qianhai aprovou um fundo de 150 milhões de yuan (19 milhões de euros) para atrair licenciados das cidades vizinhas de Macau e Hong Kong. O fundo abrange subsídios de transporte, residência ou isenção de impostos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE