PUBLICIDADE
Actualidade

Médicos devem comunicar casos supeitos de doença ligados aos cigarros eletónicos - Especialistas

11 | 09 | 2019   12.50H

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) recomendou hoje aos médicos que comuniquem às autoridades de saúde casos de doentes com sintomas respiratórios agudos que suspeitem estar ligados ao consumo do cigarro eletrónico.

Este conselho faz parte de um conjunto de cinco recomendações emitidas hoje pela SPP na sequência do número crescente de casos de doença respiratória grave, de causa desconhecida, mas associada ao uso de cigarros eletrónicos, nos últimos dois meses nos Estados Unidos.

Até 06 de setembro as autoridades norte-americanas detetaram 450 casos e cinco mortes confirmadas, com uma apresentação clínica variada, mas tendo como ponto comum a todos o uso de produtos relacionados com cigarros eletrónicos (dispositivos, líquidos, cápsulas de enchimento e cartuchos).

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Está no título da notícia: cigarros "eletónicos"... Então, é assim: são cigarros eletónicos porque são carregados com "eleticidade", e se são carregados a "pilas" são cigarros "pilatónicos"... Yeee
    anónimo | 11.09.2019 | 16.18Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Em vez de os bófias andarem atrás da droga, deviam andar atrás destes fumadores. Isso sim era serviço em condições. É um cheiro pestilento e enjoativo. Nem sei como os maricas que fumam aquilo, gostam. Mas maricas também gostam de outras coisas. E já agora as chefias que esclareçam os bófias é proibido fumar nas plaformas de embarque de passageiros.
    Donos dos Burros | 11.09.2019 | 14.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE