PUBLICIDADE
Actualidade

"Uma Solidão Demasiado Ruidosa" de Bohumil Hrabal regressa às livrarias ao fim de 27 anos

11 | 09 | 2019   14.16H

A Antígona vai publicar este mês "Uma Solidão Demasiado Ruidosa", do escritor checo Bohumil Hrabal, numa nova edição revista daquela que foi a única publicação deste romance em Portugal, pela Afrontamento, há quase 30 anos, anunciou a editora.

A obra "Uma Solidão Demasiado Ruidosa", original de 1976, época de plena vigência da repressiva da União Soviética no antigo Bloco de Leste, foi censurada e publicada em 'samizdat', uma prática da altura destinada a evitar a censura imposta pelos governos dos partidos comunistas leais a Moscovo, através da qual algumas pessoas copiavam e distribuíam clandestinamente livros proibidos.

Como na realidade, esta é a história do velho Hanta, que, por ofício, prensa e destrói livros no subsolo de Praga, e que, por amor, salva dessa hecatombe os mais belos achados em pilhas de papel: textos de Kant, Hegel, Camus, Novalis e Lao-Tsé, todos eles condenados à destruição pelas autoridades.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE