PUBLICIDADE
Actualidade

Empresários de pirotecnia vão processar Governo e reclamam prejuízos de 1ME

11 | 09 | 2019   20.23H

A Associação Portuguesa dos Industriais de Pirotecnia e Explosivos (APIPE) vai processar o Governo depois de estimar ter tido cerca de um milhão de euros de prejuízo devido à proibição de lançamento de fogo-de-artifício.

A revelação foi feita à agência Lusa pelo presidente da associação, Carlos Macedo, numa reação ao despacho do Governo que "proibiu o lançamento de qualquer fogo-de-artifício em todo o território nacional, numa primeira fase, e na maioria dele, numa segunda, entre 04 e 10 de setembro".

"Estamos na época alta das festividades e só no passado fim de semana estimamos que foram cancelados cerca de 100 eventos, que nalguns casos poderão ter atingidos as centenas de milhar de euros por empresa. Não temos ainda o levantamento feito, mas estimamos que só nesse fim de semana as empresas do setor terão perdido cerca de um milhão de euros", disse o dirigente.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Acho bem. Primeiro eram os madeireiros. Ainda há madeireiros? Não me refiro aos industriais da pasta de papel. Acabaram, mas os incêndios continuaram. Depois eram os interesses em urbanizar por parte dos construtores civis. A construção civil deu o peido-mestre. Mas os incêndios continuaram. Agora são os foguetes os maus da fita. Não se lançam foguetes, mas os incêndios continuam. Nunca ouvi falar que os culpados eram os bombeiros e a gente que vive à conta do negócio do combate aos fogos, apesar de serem inúmeros os bombeiros, ex-bombeiros e candidatos a bombeiros acusados de terem ateado fogos. Vale o que vale, sabendo nós como é a polícia em Portugal (chega ao local e pelo cheiro já têm uma opinião que bolsam perante o microfone). Os incêndios continuam, mas os culpados são outros. Na próxima outro grupo profissional e económico há-de ser atacado.
    Dono dos Burros | 11.09.2019 | 21.40Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE