PUBLICIDADE
Magalhães/500 anos

O génio que cometeu um erro que o matou - historiador

12 | 09 | 2019   05.00H

O navegador português Fernão de Magalhães foi um génio, ao "acertar à primeira com a travessia do Pacífico", mas cometeu um erro que terá precipitado a sua morte nas Filipinas, defende o historiador Luís Filipe Thomaz.

Em entrevista à agência Lusa, a propósito dos 500 anos da primeira viagem de circum-navegação da Terra, feita por Magalhães e Elcano entre 1519 e 1522, o historiador disse que "a genialidade" do navegador português está no feito inédito de ter atravessado o oceano Pacífico à primeira tentativa.

"Acertou à primeira", frisou o autor do livro "O drama de Magalhães e a volta ao mundo sem querer", assinalando que o navegador quinhentista "escolheu a melhor rota do ponto de vista de ventos e correntes e nunca voltou para trás".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE