PUBLICIDADE
Actualidade

Dezenas de 'jihadistas' europeus condenados serão libertados até 2023 - ONG

12 | 09 | 2019   14.08H

Mais de metade dos 199 'jihadistas' europeus detidos e condenados por terrorismo desde 2015 serão libertados antes do final de 2023 e "representam um problema para os serviços de segurança", alertou a organização não-governamental (ONG) eslovaca Globsec.

Num relatório que a agência France-Presse cita hoje, a organização diz que, dos 199 'jihadistas' detidos e condenados por terrorismo desde 2015 em 11 países europeus, 57% vai deixar a prisão antes do final de 2023.

Os especialistas basearam o seu trabalho numa base de dados que contém os nomes e antecedentes de 326 'jihadistas' europeus identificados desde 2015.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

3 comentários

  • Quem os seus inimigos poupa nas mâos lhe vai cair.
    liliana | 12.09.2019 | 16.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O jihadismo é o outro lado do mundo não ocidental que não mudará tao cedo os seus valores politico culturais.A libertação poderá significar mais ataques e mortes no OCIDENTE.Os terroristas irao novamente agir e a EU vai bater PALMAS?Sem o RU e colaboraçao serviços secretos de TRUMP preparem-se .A EU cedo vai arrepender-se da baniçao das suas raízes.
    Orlando | 12.09.2019 | 15.59Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A EUROPA ESTA BEM ENTREGUE COM ESTES GOVERNANTES QUEM DIRIA QUE HAVIA JIHADISTAS EUROPEUS VERGONHA MUNDIAL
    O povinho | 12.09.2019 | 14.33Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE