PUBLICIDADE
Actualidade

Maioria das vítimas do incêndio no hospital do Rio de Janeiro morreu por inalação de fumo

14 | 09 | 2019   02.17H

O Instituto Médico Legal (IML) brasileiro informou na sexta-feira que a maioria das 11 vítimas mortais do incêndio que ocorreu num hospital do Rio de Janeiro morreu por asfixia devido à inalação de fumo.

O incêndio, que teve início no final da tarde de quinta-feira no Hospital Badim, localizado no bairro de Maracaná, vitimou mortalmente oito mulheres e três homens, todos com mais de 66 anos, e não resultou em corpos carbonizados, segundo informou o IML.

Outro dos motivos que levou à morte de alguns pacientes, segundo o instituto, foi o facto de os equipamentos que mantinham os doentes vivos terem deixado de funcionar com o incêndio.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE