PUBLICIDADE
Amazónia

Justiça brasileira não condenou ninguém por desflorestação nos últimos cinco anos

14 | 09 | 2019   03.00H

Nos últimos cinco anos, nenhum dos acusados de desflorestação ilegal na Amazónia apanhados em grandes operações contra esse crime foi condenado nos últimos cinco anos, segundo um balanço do Ministério Público Federal (MPF).

A informação foi avançada na sexta-feira pelo portal de notícias G1, que acrescentou que o combate à desflorestação ilegal naquela região teve 10 grandes operações desde 2014, levadas a cabo pelo grupo de trabalho da Amazónia, tutelado pelo MPF.

"O prejuízo com crimes ambientais no Brasil chega aos nove mil milhões de reais [cerca de 197 milhões de euros], tendo em conta os dados de desflorestação registados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais [Inpe] brasileiro e o valor de mercado das terras arrasadas", de acordo com o procurador Daniel Azeredo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE