PUBLICIDADE
Eleições

Jerónimo foi ao museu e CDU quer um por cento do orçamento para Cultura

15 | 09 | 2019   13.56H

Jerónimo de Sousa juntou-se hoje a centenas de turistas na visita ao Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, e, como líder do PCP, defendeu um por cento do orçamento para a Cultura.

Durante quase uma hora, Jerónimo e outros candidatos da CDU visitaram uma parte do museu, ouviu as explicações sobre as três múmias do Egito existentes no local e viu várias peças encontradas no seu concelho, Loures, num percurso que também o levou à sala sobre as religiões lusitanas.

"É, de facto, uma lição e simultaneamente uma aula", descreveu o líder comunista, em declarações aos jornalistas, à porta do museu.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Os museus têm que existir, devem existir. A memória de um Povo deve ser preservada. Isso inclui o museu (ou que lhe queiram chamar, sobre o SALAZAR - o verdadeiro e não essa cópia que anda por aí a furar greves hoje em dia). Podem também criar o Museu da Resistência (ou outro nome que queiram dar à coisa) em Peniche, antes que transformem aquilo numa pousada para ser frequentada por terrorista anglo-sionistas com dinheiro (como todos os judeus que se prezam). Quanto ao 1%, 'camarada' Jerónimo, não acho muito nem acho pouco, desde que esse 1% venha do corte nos benefícios fiscais sobre as multinacionais e as empresas portuguesas do PSI20 que, trabalham em Portugal e dormem na Holanda.
    Dono dos Burros | 15.09.2019 | 20.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • PCP OU CDU ESSES PARTIDOS SÓ PODEM FALTA QUANDO PAGAREM OS IMPOSTOS QUE DEVIAM NÃO TÊM VOTO DE DIZER NADA BOCA CALADA
    O povo | 15.09.2019 | 14.49Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE