PUBLICIDADE
Eleições

Costa adverte que Portugal tem de evitar impasse político espanhol

17 | 09 | 2019   10.50H

O secretário-geral do PS defendeu hoje a importância da estabilidade política e advertiu que Portugal tem de evitar cair no impasse político espanhol entre socialistas e as forças à sua esquerda, após as eleições legislativas.

António Costa respondia a uma questão que lhe foi formulada por um jornalista da imprensa estrangeira sobre a situação da social-democracia na Europa e sobre se acredita que uma "Geringonça" - um acordo político de Governo à esquerda - ainda será possível acontecer em Espanha.

"O que desejamos é que não se repita o que está a acontecer em Espanha", respondeu o secretário-geral do PS, numa alusão ao impasse existente nas negociações entre socialistas espanhóis e a direção do movimento "Unidas Podemos" para a formação de um novo Governo na sequência das últimas eleições gerais naquele país.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

6 comentários

  • O costa nunca ganhou as eleiçôes!Esta no poleiro graça aos comunas e bloquistas mas ele pertence à quadrilha que pôs a Naçâo Portuguesa a pedir queiram ou nâo isto é a verdade! Portugal precisa de alguem com eles no sitio honesto e bem PORTUGUES e nâo corruptos e irresponsaveis
    Farsolas | 21.09.2019 | 14.14Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Espanha 14 vezes maior que PRTUGAL,estado de comunidades nada tem a ver com Porugal.Costa legitimou alianças com partidos não democraticos portanto a coclusao é de que não gostou da experiencia mais por causa da visão internacional sobre COSTA/Governo e interesses nevrálgicos Ocidentais.Tem outra soluçao ganhar maioria absoluta ou coligar-se com PSD ou CDS se acha NEGATIVA uma coligação aos extremistas esq perante as pressões OCIDENTAIS para além da EU e que entrava investimento e crescimento total.A politica socializante e do saque tem custado milhões de desinvestimentos.Ninguem investe quendo a prática a seguir ´o assalto.Ganhar credibilidade internacional vai exigir muito esforço principalmente com a crise que se aproxima
    Catarina | 20.09.2019 | 10.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Portugal é um caso de estudo pois ainda e após 45 de democracia o modelo interno e externo de desenvolvimento maduro não existe atrasando o crescimento e açoes de desevolvimento económicico ,financeiro etc.Tem variado entre uma visão pró socializadora/comunista ,liberal envegonhada e um sistema misto.Esta açaao provoca roturas no ensino é de pequenino que se educa,com alterações conforme grupo do governo e é o setor que é de imediato modificado e pôlo de acordo com ideologia governativa e depois seguem-se as alterações e cartilhas que ultimamente vao sendo prejudiciais para todos ou todos se queixam mas também nao reagem e não vao votar.Nao podem estar á espera de um novo 25 de Abril pois a conjuntura internacional hoje não o permite.Veja-se o q aconteceu em ESPANHA há anos com ANTÒNIO TEJERO.
    António | 18.09.2019 | 14.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • PORTUGAL TEM QUE EVITAR SÃO OS COVEIROS QUE TÊM LEVADO ESTE PAÍS A BANCA ROTA
    O povinho | 17.09.2019 | 12.13Hver comentário denunciado
  • Os pontos nevrálgicos que não foram abordados e que mexem de forma decisiva no voto de muitos eleitores.O terrorismo fiscal e legislação de Sócrates e Passos Coelho não foram debatidos e levarão a um resultado imprevisível.Sócrates fechou camas hospitalares desde 2005 e começou a diminuir o valor das reformas com Vieira da Silva e assaltou os vencimentos com restrição de um subsidio acabando em BANCARROTA.Passos seguindo cartilha da troika agrediu com estrondo POVO com taxas e cortes sobre salários e reformas negativas nas aposentações e a promessa dos tais 600 mil milhões ou isso q iriam ser retirados aos reformados e por arrastos a certos lusos. .Esta insensibilidade PSD atual vai levá-lo a resultados imprevistos.No ultimo debate Costa demonstrou ser um politico que sem o apoio da equipa de CENTENO nada vale e o garante da Geringonça em BRUXELAS é CENTENO que em Junho de 2020 vai dar de frosques e assistiremos tavez á repetição de uma segunda legislatura de PS/Costa semelnhate á segunda de Sócrates se não encontrar substitutos para EQUIPA CENTENO.Pontos a debater formula de calculo das aposentações,salários e resposta direta na CARA DO POVO por RIO que não vai roubar mais os IDOSOS APOSENTADOS e CORTES ,o mesmo para COSTA em que o pior sinal de arranque foi o ADIMI e transformar todos os bens dos portugueses ao serviço de politicas esquerdizantes deixando qualquer cidadão sem garantias sobre direito propriedade.Alegadamente podemos dizer que estamos perante predadores fiscais que não abrem o jogo para não perderem votos. Paro o leitor informado e não radicalizado vai ser difícil a escolha.Votar,abster-se o que fazer?Esperemos que segundo debate seja mais interessante e compreeensivel.
    Ferreira | 17.09.2019 | 12.05Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Vai dar banho ao cão. PORTUGAL tem que evitar a todo o custo maiorias absolutas, sejam elas de que cor forem. Se com minoria já te portas como te portas, em relação à CRP e ao direito à greve, então com maioria é que era bonito. O teu partido sempre foi, mais amigo dos empresários do que o PSD.
    Dono dos Burros | 17.09.2019 | 10.54Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE