PUBLICIDADE
Actualidade

Rei de Espanha entende que nenhum candidato tem condições para formar Governo

17 | 09 | 2019   19.45H

O rei de Espanha, Felipe VI, decidiu hoje não propor o líder socialista, Pedro Sánchez, como candidato a ser reconduzido como primeiro-ministro e está prestes a dissolver o parlamento e marcar novas eleições para 10 de novembro próximo.

Segundo um comunicado da Casa Real espanhola, publicado depois de uma ronda de conversações, em Madrid, com quinze líderes partidários, Felipe VI constatou que "não existe um candidato com os apoios necessários" e assim "não formula uma proposta de candidato" a primeiro-ministro.

Se a situação não se desbloquear nos próximos dias, o rei de Espanha está constitucionalmente obrigado a dissolver o parlamento e a marcar eleições depois de segunda-feira, 23 de setembro, daqui a menos de uma semana.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE