PUBLICIDADE
Actualidade

CDS-PP considera papel de Presidente da República "irrelevante" caso haja maioria na esquerda

21 | 09 | 2019   13.03H

A presidente do CDS-PP defendeu hoje que o papel do Presidente da República torna-se irrelevante, porque não consegue um equilíbrio, caso o parlamento fique excessivamente virado à esquerda e deu como exemplo o veto da procriação medicamente assistida.

"O parlamento com dois terços pode superar esse veto do Presidente da República, portanto, na prática quem acha que não haverá um grande problema, porque há sempre um Presidente da República para equilibrar o sistema, o drama é que pode não haver equilíbrio para fazer, porque com um parlamento excessivamente virado à esquerda, de facto, o papel do Presidente torna-se irrelevante", defendeu Assunção Cristas.

Questionada se não pode ser usada a magistratura de influência, Assunção Cristas admitiu que "há muitos mecanismos para utilizar, mas, na prática, num parlamento de dois terços supera qualquer veto presidencial, seja no domínio político, seja no domínio da inconstitucionalidade".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Ó minha ......! E uma maioria à direita, torna o Presidente relevante? Se fosses ...
    Dono dos Burros | 21.09.2019 | 16.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE