PUBLICIDADE
Actualidade

Governo acompanha impacto da falência da Thomas Cook que afeta 500 pessoas no Algarve

23 | 09 | 2019   12.49H

A secretaria de Estado do Turismo disse hoje que há 500 pessoas afetadas no Algarve pela falência da Thomas Cook, citando dados da embaixada britânica, e adiantou que está a acompanhar a situação "com a máxima atenção".

O Governo informou, através de um comunicado, que está acompanhar os efeitos da falência do operador turístico Thomas Cook nos turistas e nas empresas nacionais, com particular atenção às regiões do Algarve e da Madeira.

Em relação aos turistas portugueses que tenham adquirido pacotes de férias da Thomas Cook, a secretaria de Estado do Turismo refere que "foram já acionados os mecanismos de informação e apoio ao consumidor".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE