PUBLICIDADE
Actualidade

Líder de Hong Kong condena violência e diz que população está assustada

05 | 10 | 2019   08.22H

A chefe do Governo de Hong Kong condenou hoje a violência cometida na véspera por grupos de manifestantes, que vandalizaram estabelecimentos comerciais e estações de metro, garantindo que a população está assustada.

"Estes atos violentos cometidos por desordeiros estão na origem de uma noite muito negra para Hong Kong e a sociedade está parcialmente paralisada hoje", disse Carrie Lam, numa mensagem vídeo.

A governante acrescentou que "todos estão muito preocupados e até mesmo assustados".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

3 comentários

  • MÃO DE FERRO SÓ PARASITAS ALGUEM ESTA A GANHAR COM ISSO
    o POVO | 05.10.2019 | 15.38Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Calma! Os 2.000.000.000 de chineses ainda não foram atingidos. Eles agora estão a ficar ricos, como tal, deixam de ter filhos. Passaram a ter cães e gatos como os homossexuais ocidentais. Existem duas correntes, uma que quer a utilização da força e outra que, no meu ver tem mais razão, defende que basta um cordão sanitário, e, deixá-los definhar lentamente. Hong Kong como praça financeira tem os dias contados. Só era centro de negócios, porque era a porta de entra e saída da China. Agora Xangai está aí de novo. Esta escória que foi criada e está a ser alimentada pelos anglo-sionistas vai-se transformar em párias.
    Dono dos Burros | 05.10.2019 | 11.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A situação está a caminhar para uma intervenção musculada da CHINA comunista.China tem 2 biliões habitantes,um exercito comunista e poderoso ,Hong-Kong 7 milhões .Em teorias de conspiração já não vejo com discernimento quem provoca estes movimentos agressivos.Os manif não esperem solidariedade internacional que nenhum País ou organização vai declarar guerra á CHINA ,o que podem fazer´seriam retaliações comerciais mas com muitos limites pois deixaram entar a CHINA nos diversos continetes e têm dependências de q não podem abdicar.
    XIcâo | 05.10.2019 | 10.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE