PUBLICIDADE
Actualidade

Médicos demissionários e direção clínica procuram soluções para urgência do Garcia de Orta

07 | 10 | 2019   18.55H

Os 10 chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta (Almada) que tinham pedido a demissão em 12 de setembro chegaram hoje a um princípio de entendimento com a direção clínica daquela unidade de saúde, revelou fonte hospitalar.

"Houve um princípio de entendimento para uma base de trabalho com o objetivo para se tentar ultrapassar os problemas", informou a administração do Hospital Garcia de Orta, no distrito de Setúbal.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, João Araújo Correia, revelou que "foi abandonada a ideia de retirar cirurgia geral da presença física no serviço de urgência, o que iria sobrecarregar ainda mais a medicina interna, que atende grande parte dos doentes no serviço de urgência".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE