PUBLICIDADE
Actualidade

Projeto transfronteiriço para diagnóstico precoce de leucemia vai envolver 4.000 voluntários

10 | 10 | 2019   21.22H

(CORREÇÃO NO SEGUNDO PARÁGRAFO) Coimbra, 10 out 2019 (Lusa) - O projeto transfronteiriço de investigação e diagnóstico precoce de leucemia entre a região Centro de Portugal e a Região de Castela e Leão, em Espanha, vai envolver 4.000 voluntários selecionados de forma aleatória, foi hoje anunciado.

Na apresentação do projeto "IDIAL_NET - Rede Transfronteiriça de Inovação no Diagnóstico Precoce da Leucemia para um envelhecimento saudável", no auditório da Unidade de Alcoologia de Coimbra, o coordenador científico, Alberto Órfão, disse que a investigação vai envolver mil voluntários em Portugal e 3.000 em Espanha, que vão ser sujeitos a uma análise de sangue. (CORRIGE O NOME DO COORDENADOR, QUE É ALBERTO ÓRFÃO)

A investigação, financiada pela União Europeia em 1,15 milhões de euros - no âmbito do programa INTERREG/POCTEP, é coordenado pela Fundação de Investigação do Cancro da Universidade de Salamanca (FICUS) e envolve a Universidade de Coimbra e a Administração Regional de Saúde do Centro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE