PUBLICIDADE
Actualidade

Reembolsos dos empréstimos europeus sem vantagens "tão esmagadoras" como ao FMI - IGCP

14 | 10 | 2019   13.28H

A presidente da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), Cristina Casalinho, afirmou hoje que os reembolsos antecipados dos empréstimos europeus não apresentam as mesmas vantagens que os reembolsos ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Ao contrário do empréstimo do FMI, que tinha condições estruturais que favoreciam o reembolso antecipado, um pouco por causa da arquitetura do projeto europeu, os empréstimos europeus não estão formatados de forma a agilizar reembolsos antecipados, são processos mais complexos, e não têm vantagens tão esmagadoras quanto os empréstimos do FMI tinham", disse Cristina Casalinho.

A presidente do IGCP respondia aos jornalistas à margem do Seminário Internacional "Mercados de dívida pública - Desafios num quadro de aprofundamento da UEM", que decorre no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Desculpas de mau pagador por ser mau investidor e guerra aos que produzem riqueza e têm competências de verdadeira gestão.Esta atitude tipicamente socialistas democráticos e nâo democráticos leva o País a afastar-se da cauda da europa perdendo-se de vista.A leitura que faço é que vem tempo de crise de verdade e querem ter almofada que impeça nova TROIKA ou bancarrota socialista.
    delio | 14.10.2019 | 14.41Hver comentário denunciado
  • Quer dizer EU criou estruturas complexas para lixar o ZÉ-nâo só- .Razão tem RU quando quer sair deste manicómio.Mas a divida de biliões apesar da complexidade é para pagar ou aumentar?EU igual a um polvo ??
    carmen | 14.10.2019 | 14.34Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE