PUBLICIDADE
Actualidade

Rotatividade nas urgências de pediatria e obstetrícia na Grande Lisboa está em estudo

16 | 10 | 2019   17.35H

O Ministério da Saúde admite que algumas urgências de pediatria e de obstetrícia da Grande Lisboa possam vir a funcionar em rotatividade ou a contar com um reforço dos cuidados de saúde primários.

A propósito da dificuldade que se vive na urgência pediátrica do Garcia de Orta, em Almada, a ministra Marta Temido lembrou que o Ministério da Saúde está a trabalhar na reorganização das urgências metropolitanas, com uma preocupação especial nas áreas da pediatria e de ginecologia e obstetrícia.

"A expectativa é que a muito curto prazo, dentro de 30 ou 40 dias, possamos ter alternativas de funcionamento, com melhor eficiência e satisfação dos profissionais e não termos interrupção na resposta [das urgências]", afirmou hoje aos jornalistas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE