PUBLICIDADE
Brexit

PM desafia lei e recusa pedir adiamento

19 | 10 | 2019   15.20H

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recusou pedir um adiamento do 'Brexit' previsto na lei, após ter sido aprovada uma proposta no parlamento para suspender o voto sobre o acordo de saída.

"Não vou negociar um adiamento, nem a lei me obriga a fazê-lo", alegou, acrescentando que "mais um adiamento seria mau para este país ou para União Europeia e mau para a democracia".

A "lei Benn" determina que o primeiro-ministro tenha de escrever uma carta até às 23:00 de hoje, a solicitar uma extensão do processo de saída da UE por três meses, até 31 de janeiro, se a Câmara dos Comuns não aprovar um acordo ou autorizar uma saída sem acordo até 19 de outubro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE