PUBLICIDADE
Actualidade

Cientista Alexandre Quintanilha alerta para "apartheid climático" que penalizará os mais pobres

20 | 10 | 2019   20.10H

O mundo está a viver um "apartheid climático", afirmou hoje Alexandre Quintanilha, considerando que serão os mais pobres aqueles que mais irão sofrer, no futuro, as consequências das alterações climáticas.

"Estamos a viver um 'apartheid' (segregação) climático e, quem tem muito dinheiro e pode pagar aquecimentos e aparelhos de ar condicionado não se preocupa, mas quem não tem dinheiro vai sofrer as consequências das alterações climáticas", disse o cientista, em Óbidos.

Orador nas últimas das 16 mesas de autores do Folio - Festival Literário Internacional de Óbidos, Alexandre Quitanilha alertou hoje para as consequências das alterações climáticas para o planeta Terra onde, no futuro, "será de esperar o aparecimento de mais eventos extremos" como "grandes tempestades, secas severas e a alteração do clima em algumas zonas do planeta".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Cientista? Vai lá vai. Coitado! Cada dia mais xexé.
    Dono dos Burros | 21.10.2019 | 00.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE