PUBLICIDADE
FMI/Previsões

Fundo justifica recessão em Macau com mau desempenho no primeiro semestre

21 | 10 | 2019   16.49H

O Fundo Monetário Internacional (FMI), que antecipou uma recessão de 1,3% para Macau em 2019, justifica as previsões com os dados negativos da primeira metade do ano e diminuição dos investimentos e exportações resultantes do "turismo do jogo".

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em baixa as previsões para Macau, já que em abril antecipava um crescimento acima dos 4% para este ano e, no relatório mais recente, lançado na semana passada, indicou uma recessão de 1,3% e nova contração da economia, de 1,1%, em 2020.

Numa nota enviada hoje à agência Lusa, Mariana Colacelli, chefe da missão do FMI em Macau, disse que a região administrativa especial chinesa registou crescimentos negativos, de -3,2% e -1,8% no primeiro e segundo trimestres de 2019, o que levou o FMI a corrigir as previsões.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE