PUBLICIDADE
Actualidade

MP pede que autarca de Torres Vedras vá a julgamento por plágio na tese de doutoramento

21 | 10 | 2019   16.50H

O Ministério Público (MP) pediu hoje que o presidente da Câmara de Torres Vedras, Carlos Bernardes, vá a julgamento no processo em que está acusado de plágio na sua tese de doutoramento, enquanto a defesa pugnou pelo arquivamento.

Em abril deste ano, o MP acusou o autarca de um crime de contrafação, por alegado plágio de 40 textos originais na sua tese de doutoramento "As linhas de Torres, um destino turístico estratégico para Portugal", que foi defendida em dezembro de 2015 e obteve aprovação pelo júri, de acordo com a acusação, a que a agência Lusa teve acesso.

A defesa do arguido requereu a abertura de instrução, fase facultativa em que um juiz de instrução criminal (JIC) decide se o processo segue e em que moldes para julgamento, e hoje, no debate instrutório, o procurador do MP Hélder Branco dos Santos pediu à JIC que pronuncie (leve a julgamento) Carlos Bernardes nos exatos termos do despacho de acusação do MP.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Ninguém sabe quem é o senhor. Já o aparelho justiceiro, tem muitos do tempo das passagens administrativas. Seria bom que fossem à procura das licenciaturas e doutoramentos da prata da casa. O Sócras quando é que é condenado?
    Dono dos Burros | 21.10.2019 | 18.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE