PUBLICIDADE
Actualidade

Congresso define "lugar próprio e inconfundível" de Fernando Namora na literatura

23 | 10 | 2019   11.01H

O Congresso Internacional dedicado ao escritor Fernando Namora, que abre na quinta-feira, em Lisboa, traz "uma abordagem marcada pelo rigor" da investigação, acentuando "o lugar próprio e inconfundível" do autor na narrativa portuguesa, disse o presidente da APE.

José Manuel Mendes, presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), um dos participantes no congresso, destacou à agência Lusa a importância do autor e recordou que, "antes de José Saramago, a obra mais traduzida [na literatura portuguesa] era a de Fernando Namora", com títulos como "Domingo à Tarde", "Casa da Malta" e "Retalhos da Vida de um Médico", muitos deles adaptados ao cinema e à televisão.

O Congresso, realizado no âmbito dos 100 anos do escritor, decorre em Lisboa, Vila Franca de Xira e Condeixa-a-Nova, onde se localiza a Casa-Museu Fernando Namora, co-organizadora da iniciativa com o Museu do Neo-Realismo, de Vila Franca de Xira, e o Centro de Estudos Comparatistas, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE