PUBLICIDADE
Actualidade

MP pede absolvição da mulher acusada de queimada que terá originado fogo no Pinhal de Leiria

23 | 10 | 2019   11.56H

O Ministério Público (MP)de Alcobaça pediu hoje a absolvição da mulher acusada de ter sido a autora de uma queimada cujo reacendimento terá contribuído para os incêndios de outubro de 2017 no Pinhal de Leiria.

"No fundo, isto é tudo especulação que depois não é concretizado em provas concretas", afirmou o procurador do Ministério Público (MP) que hoje pediu, no Tribunal de Alcobaça, a absolvição da mulher acusada de ter sido autora de uma queimada cujo reacendimento terá contribuído para o incêndio na Mata Nacional de Leiria, no dia 15 de outubro de 2017.

A mulher, que em dezembro completa 69 anos, era acusada da autoria de uma queimada, na Burinhosa, no concelho de Alcobaça, que teria dado origem a um incêndio que deflagrou no seu quintal, pelas 06:54 do dia 15 de outubro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Ó minha nossa senhora!!!! Mas depois deste espectáculo todo para encherem as páginas do Correio da Manha, é que descobrem que deve ser absolvida? Que raio de "justiça" e "policias" as que nos saíram na rifa. Nenhum destes sacanas prendeu os gajos da Troika, mas foram capazes de acusar um professor de economia por dizer verdades acerca da saúde financeira da republica dos bananas governados por sacanas. Mais do que nunca devem os políticos pensarem seriamente em desmantelar este MP e o seu braço armado a PJ. Amanhã pode ser tarde.
    Dono dos Burros | 23.10.2019 | 13.40Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE