PUBLICIDADE
Actualidade

Ministério Público chileno investiga 840 denúncias por alegadas violações

31 | 10 | 2019   05.11H

O Ministério Público chileno abriu, entre 18 e 27 de outubro, 840 inquéritos sobre alegadas violações cometidas pelas autoridades um pouco por todo o país que vive há duas semanas uma onda de protestos antigovernamentais.

Coerção ilegítima, tortura e homicídio estão entre os crimes visados nas denúncias.

Das 840 investigações em curso, a maior parte está concentrada na região metropolitana, onde estão localizadas a capital do país, Santiago (164), a região de Biobío (156) e a de Valparaíso (137).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE