PUBLICIDADE
Actualidade

Salário mínimo para 2020 fechado 4.ª feira e evolução será "gradual e equilibrada" - Governo

06 | 11 | 2019   14.39H

A ministra do Trabalho disse hoje que pretende concluir a discussão sobre o aumento do salário mínimo para 2020 na próxima quarta-feira e sublinhou que a evolução da remuneração até 2023 será feita de forma "gradual e equilibrada".

A atualização do salário mínimo nacional para 2020 começou hoje de manhã a ser discutida na Concertação Social, mas o Governo não avançou ainda com uma proposta, que será apresentada no dia 13, próxima quarta-feira, disse a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

A governante, que presidiu pela primeira vez à reunião da Concertação Social, defendeu que "quanto mais consenso houver, melhor", mas lembrou que a última palavra sobre o aumento do salário mínimo caberá sempre ao executivo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O consenso não serve para nada,o aumento seja do que for ,salarios,impostos ,legislação tem que ser apreciada no contexto geral do País que somos e avaliar as suas vantagens ,repercussões e quem vai beneficiar.A governança dum País não é vou ali e já venho ver,é complexa e poe em causa e em andamento uma serie de efeitos diretos e colaterais internos e externos e até o futuro do País.este País foi saqueado internamente no 25 de Abril ,privatizado o saquedo pós 25 de Novembro e depois tem vindo a ser vendido paulatinamente de acordo com necessidades orçamentais.Agora com restrições de Bruxelas entretem-se desde 2011 a impostar e legislar os pequenos aforradores ou empreendimetos.Se esta história reproduzida sinteticamente é verdadeira?foi porque não criamos elites empresariais cultas e diferenciadas para alavancar economia e termos uma sociedade mais culta e informada.A abstenção eleitoral sobe em flexa tal como a DIVIDA.Percepciona-se mais uma brutal carga fiscal sobre os mesmos.
    Henrique | 07.11.2019 | 13.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE