PUBLICIDADE
Guiné-Bissau/Eleições

José Mário Vaz disse ter evitado guerra entre guineenses

07 | 11 | 2019   20.20H

O Presidente cessante da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, disse hoje que evitou uma guerra entre os guineenses ao não insistir no cumprimento da ordem para a entrada em funções do Governo de Faustino Imbali.

Num comício popular em Nhacra, na âmbito da campanha eleitoral, em que busca a sua reeleição no cargo no próximo dia 24, José Mário Vaz afirmou ter percebido que há uma divisão entre os militares, a polícia e a Guarda Nacional, que poderia levar a um conflito armado no país.

O também chefe de Estado notou que se apercebeu desta divisão nas duas reuniões que realizou no âmbito do Conselho Superior de Defesa do país, em que instou as Forças Armadas a cumprirem a sua ordem de despejo dos membros do Governo do primeiro-ministro, Aristides Gomes, que demitiu por decreto presidencial.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE