PUBLICIDADE
Actualidade

Pais de crianças com cancro dizem que investigação em oncologia pediátrica é insuficiente

08 | 11 | 2019   06.45H

Três em cada quatro pais de crianças com cancro, jovens doentes e ex-doentes consideram que a investigação em oncologia pediátrica é "manifestamente insuficiente" em Portugal, num inquérito que vai ser hoje divulgado.

Os dados, que serão apresentados num encontro na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, indicam que a grande maioria dos inquiridos já ouviu falar de investigação em cancro pediátrico em Portugal, a maioria (61%) procurou informação sobre este tipo de investigação na internet e 67% junto do médico.

"É importante sensibilizar os doentes e os cuidadores para a importância de credibilidade da informação", alerta a Acreditar - Associação de Pais e Amigos das Crianças com Cancro, que existe há 25 anos e já apoiou mais de 10.000 famílias de crianças com cancro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE