PUBLICIDADE
Actualidade

Presidente do IAC diz que jovem sem-abrigo não quis matar filho que deitou no lixo

08 | 11 | 2019   20.28H

A presidente do Instituto de Apoio à Criança (IAC) defendeu hoje que a jovem sem-abrigo que deitou na terça-feira o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, expôs o bebé ao abandono sem querer matá-lo.

Segundo Dulce Rocha, a mãe, de 22 anos, estava numa situação de vulnerabilidade que a levou a abandonar o filho.

"Esta mãe está muito sozinha, muito desesperada, sem apoio familiar, senão não tinha praticado o que praticou", disse a magistrada à Lusa, considerando que o crime em causa é "exposição ao abandono" e não tentativa de homicídio.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Quem devia a estas horas estar preso é o SISTEMA CAPITALISTA que temos. A começar pela polícia e a acabar no sistema judicial, não esquecendo no entretanto, os crápulas dos bancos e os políticos seus servos. Na Europa "Civilizada" e não só, no Canadá que é formado pela escória europeia, em tempos a eugenia passava por esterilizar as mulheres que não eram "seres". Nós não somos, ou pelo menos não éramos dessa estirpe. Mas com a implantação do ultra-liberalismo à Passos Coelho do PSD, já não sei. Os velhos que em tempos eram poços de sabedoria, agora são despesa, recebedores de pensões e subsídios, um estorvo à marcha gloriosa e triunfante do salve-se quem puder. Prender uma desgraçada destas? Que filhos de uma p+++ sem sentimentos. Se calhar um dos togados ainda vai achar que deve ser condenada a prisão efectiva. Como sociedade, cada dia que passa, somos mais uma furda. Não parem de fazer leis na AR, ainda há muito para destruir. Dêem mais um pouco de vós, engravidai de Leis, que as vossas paridelas nunca serão abandonadas, para isso existem as polícias do cangaço que temos. Que para ser sincero, nem sei quantas são. Só sei que são muitas. Demasiadas e parece que ainda não chegam. Não garantimos o mínimo aos nossos, mas damos mais do que devíamos a quem aqui arriba exigindo melhorias de vida. O mundo vai ardendo, hoje aqui, amanhã ali, noutro dia acolá. Chegará também o vosso dia. Porque o caminho que estais traçando a isso vai obrigar. O dinheiro, esse, nunca vos acompanhará depois de mortos.
    Dono dos Burros | 08.11.2019 | 23.12Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE