PUBLICIDADE
Actualidade

Lula da Silva diz que resistiu à "safadeza" do "lado podre" da Justiça brasileira

08 | 11 | 2019   21.11H

O ex-Presidente do Brasil Lula da Silva disse hoje que resistiu, durante 580 dias de prisão, à "safadeza" que, disse, o "lado podre" do Ministério Público, da Polícia e da Receita Federal fizeram para "criminalizar a esquerda brasileira".

"Todo o dia vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir à safadeza que o lado podre do Estado brasileiro fez comigo e com a sociedade brasileira. O lado podre da justiça, do Ministério Público, da Polícia Federal, da Receita Federal, para tentar criminalizar a esquerda, o PT [Partido dos Trabalhadores], o Lula", declarou Luiz Inácio Lula da Silva.

O antigo Presidente, nas suas primeiras declarações à saída da sede da Polícia Federal de Curitiba, dirigia-se aos militantes do PT que, durante a sua prisão, mantiveram uma vigília no exterior do edifício.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE