PUBLICIDADE
Berlim/Muro

Marcelo gostava de derrubar muros da desigualdade em Portugal

09 | 11 | 2019   18.35H

O Presidente da República recordou hoje os dias "sem dormir" quando assistiu à queda do Muro de Berlim, há 30 anos, e defendeu que é preciso derrubar os muros da desigualdade e da pobreza em Portugal.

"Foi inesquecível. Vivi lá dias e noites sem dormir ininterruptamente porque era uma sensação de viragem histórica e todos sentiam isso", lembrou Marcelo Rebelo de Sousa, à margem da cerimónia de inauguração da sala D. João IV, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, após a conclusão do restauro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Só nos regimes em que não há liberdade, é que tudo é igual. Muito me admira o fetiche desta gente por aquilo que renegaram no 25N. Querem igualdade e não querem o COMUNISMO? Esquisito. E essa igualdade é como? Eu trabalho mais, mas recebo o mesmo que uma gaja? Eu trabalho, mas tenho que dar ao dependente do subsídio metade? Eu não gasto em viagens e carros, mas tenho que entregar ao Estado a minha poupança? porque senão tenho os PIDES da AT à porta. Já anotaram quanto é que tenho no saldo bancário. Desigualdade é fruto da Liberdade e de cada um seguir o seu caminho. Não o vejo a falar que, os lucros escandalosos das empresas multinacionais e nacionais são escandalosos. Não o vejo a falar assim dos ordenados dos jogadores de futebol que têm um regime diferente de IRS. Não o vejo a falar assim dos ordenados e prémios dos gestores. Não o vejo assim a falar do que gastamos com a tropa ao serviço do Império do Bem nas guerras dele. Em conclusão não vejo a DIZER NADA.
    Dono dos Burros | 09.11.2019 | 22.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE