PUBLICIDADE
Actualidade

Mulher morre intoxicada em Ovar, marido e neta hospitalizados

10 | 11 | 2019   12.29H

Uma mulher aparentando 70 anos morreu hoje no concelho de Ovar na sequência de uma intoxicação por monóxido de carbono, que também deixou em estado grave o seu marido e uma neta de oito anos, disse fonte dos Bbmbeiros.

Em declarações à agência Lusa, o segundo comandante dos Bombeiros de Esmoriz, Óscar Alves, disseque a corporação recebeu uma alerta às 08:50 para o caso de uma septuagenária de Gondezende, Esmoriz, Ovar, que estaria a entrar em paragem cardiorrespiratória.

Mas quando os bombeiros chegaram ao local constataram que já teria morrido há algumas horas devido a intoxicação por monóxido de carbono, na cozinha da residência, provocada por um fogareiro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Um país miserável. Casas sem condições de habitabilidade. Frias, barulhentas, sem adequadas condições de isolamento térmico e acústico. Uma energia eléctrica das mais altas da União "soviética" Europeia (ao menos na URSS a energia era barata) por causa da factura das energias verdes. Estas mortes não pesam na consciência dos políticos,porque nenhum deles a tem, mas deviam pesar pelo menos, na das baratas tontas dos "ambientalistas". Essas araras que professam esta nova religião, o planeta. Que a morte vos leve a todos e depressa, são os meus votos sinceros nesta quadra que se aproxima.
    Dono dos Burros | 10.11.2019 | 21.15Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE